quem somos nós?

Nascido na cidade de Juiz de Fora (MG), em 1991, e residente da cidade de Natal (RN), artista transdisciplinar, é mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2020) e possui bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design (2013) pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Participou de exposições, festivais e residências artísticas no Brasil, Equador, Portugal, França, Suíça e Índia. Sua pesquisa se concentra em diferentes linguagens, como dança, performance, fotografia e audiovisual. René se profissionalizou na dança junto da Ekilibrio Cia de Dança (Juiz de Fora / MG) núcleo pioneiro na produção de dança inclusiva no Brasil. Durante quatro anos René foi assistente de produção e bailarino da Cia Giradança (Natal /RN) outro referencial brasileiro de produções inclusivas em dança. René é um dos fundadores da CIDA - COLETIVO INDEPENDENTE  DEPENDENTE DE  ARTISTAS. Loui está particularmente interessado no universo dos corpos, diferenças e, residências artísticas e construção em tempo real. O artista recebeu vários prêmios, onde detacam-se Edital CARNE FRESCA (2013), Klaus Vianna (2015), Edital Conexão Brasil Intercâmbios (2014/2015) e Overseas Culture Interchange (2016/2018). Em 2018, René foi um dos artistas selecionados pela CAL - Casa de Cultura da América Latina e OEI - Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Residência Artística Internacional - OCA. Em dezembro de 2019, René representou o Brasil como o único artista brasileiro selecionado para a Odisha Biennale, na Índia. René é um dos criadores da minissérie em dança Plano de Abandono. Em 2020 o artista teve projetos individuais e coletivos contemplados pelo ITAÚ CULTURAL – ARTE COMO RESPIRO, pelo Edital de Economia Criativa SEBRAE RN, pelo edital Acessibilidança  e Respirarte - FUNARTE, pela Lei Aldir Blanc Natal, pela Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte e pelo Programa Cultural Djalma Maranhão. 

Saiba mais sobre o artista em: reneloui.com.br ou em instagram.com/rene_loui

René Loui 

IMG_0236 (1).jpg

Rozeane Oliveira uma das fundadoras do Coletivo CIDA desenvolve atividades artísticas há mais de 17 anos na cidade do Natal/RN, entre elas, oficinas, espetáculos teatrais, preparação corporal, criação em dança contemporânea, além de outras. Integrou o Grupo Parafólclorico (projeto de extensão) da UFRN, onde no ano de 2006 participou do Feiap - Santa Cruz Do Sul/Rs. Entre os anos de 2008 e 2016 faz parte do corpo artístico da companhia Gira Dança atuando como pesquisadora e intérprete/criadora. Em 2015, faz circulação pelo Palco Giratório em 45 cidades do Brasil, com o espetáculo "Proibido Elefantes". Na mesma companhia foi contemplada com: Circulação Nordeste 2013 (Proibido Elefantes) – Lei Câmara Cascudo De Incentivo À Cultura (patrocínio: COSERN – Grupo NeoEnergia); Prêmio de “Melhor Espetáculo De Dança” em 2012 (Proibido Elefantes) – Troféu Cultura; Prêmio Funarte Petrobrás Klauss Vianna De Dança 2012 – circulação de “Proibido Elefantes”; Circulação Gira Dança 2013 – Lei De Incentivo À Cultura Câmara Cascudo. Colaboradora da Sociedade Cênica Trans na montagem do espetáculo "Tratados de Mim Mesma na Infertilidade" que conta com o apoio do programa Rumos Itaú Cultural. Já no ano de 2017, participa do "Sarau Insurgências Poéticas", evento que acontece semanalmente e reúne poesia, artes visuais, dança, música e economia criativa na cidade do Natal/RN. 

 

 

Saiba mais sobre a artista em:  instagram.com/rozeaneolli/

Rozeane Oliveira

WhatsApp Image 2021-01-14 at 13.40.39 (1

Técnico em Eventos e graduando em Produção Cultural pelo IFRN Cidade Alta, é Produtor Cultural há vários anos, trabalhando principalmente em Natal/RN. Já trabalhou em diversos projetos culturais, principalmente na área da dança. Desde 2016 trabalha como Produtor do Coletivo Independente Dependente de Artistas, da Casa Tomada Ambiente de Arte com o qual desenvolve desde ano de 2016 a Mostra Casa Tomada, que conta atualmente com sete edições realizadas. Atua como produtor dos bailarinos René Loui e Rozeane Oliveira. Possui experiência como assistente em Produção Cultural, assistência de produção executiva em eventos artísticos e culturais, elaboração e inscrição de projetos culturais (editais de lei de incentivo). Desde 2016 vem desenvolvendo eventos em espaços tradicionais de teatro, bem como, espaços alternativos de artes, na cidade de Natal, alguns deles são: Mostra Casa Tomada, Festa Improvisada, Café com Dança, Mostra Casa Aberta, entre outros. Em 2018 foi contemplado pelo Edital Cena Processo, onde produziu a montagem do espetáculo Estado Transitório. Em 2018 foi contemplado pelo Edital de Ocupação, onde produziu a apresentação do espetáculo MARÉ. Em 2019 foi contemplado com a circulação do espetáculo Maré, através do Edital LENÍCIO QUEIROGA - Apoio Financeiro Espetáculos para Circulação 2019 (Natal/RN). Em 2020 o artista foi contemplado pelo Edital Tô em Casa Tô na Rede do Governo do Estado do Rio Grande do Norte (Natal/RN); ITAÚ CULTURAL - Arte como Respiro - Artes Cênicas (São Paulo/SP) SEBRAE / RN – Edital de Economia Criativa (Natal/RN) Poti Cultural SESC RN (Natal/RN) e LEI ALDIR BLANC – Para Espaços Culturais (Natal/RN).

Saiba mais sobre o artista em: instagram.com/arthurusmoura/

Arthur Moura